Aconcágua 2016

A Cinco meses da expedição Aconcágua

7 de julho de 2016

Faltando cinco meses de nossa expedição no Aconcágua tenho várias novidades.

Equipe

A equipe que inicialmente era de 6 pessoas foi cortada pela metade. André e seu amigo gringo deram para trás assim como o Seigi que resolveu tomar outro rumo.
Agora a equipe é a mesma de 2009, eu, My e Fi.

Aeroporto de Mendoza

O aeroporto de internacional El Plumerillo de Mendoza entra em reforma em setembro é só vai ficar pronto depois de nosso embarque. Com isso vamos alterar o nosso voo de ida para Santiago e antecipar em 1 dia a nossa viagem.

Pensei em ir via San Juan cuja viagem de ônibus dura menos de 3 horas, mas o voo sai quase R$300,00 mais caro. Então vamos passar uma noite em Santiago, fazemos um tour pela cidade, pegamos o primeiro ônibus para para Mendoza na manhã seguinte e aproveitamos para conhecer esse trecho da Cordilheira dos Andes que parece muito bonita onde um dos atrativos é os caracoles.

Vamos comprar a passagem no início de agosto com previsão de embarque para o dia 1 de dezembro.

Preparação Física

Estou bem, aumentei minhas aulas de treinamento funcional para 3x por semana e intercalo com bike e subidas de escada com a mochila carregando 15 e mais 3kg em cada perna. Faço isso em meu prédio que tem 16 andares.
Meu planejamento é diminuir a gordura e ganhar mais massa nos próximos meses e fortalecer todo o corpo pois apesar de caminhar bastante é preciso estar com as costas e os ombros fortes para carregar a mochila. Consequentemente cuido da minha saúde 🙂

Já o meu amigo Fi não pode dizer o mesmo, sofreu uma queda e teve a rótula deslocada. Agora vai fazer fisioterapia e espero que nesses 5 meses que temos ele consiga um condicionamento físico relativamente bom.

Preparação Psicológica

Estive mentalizando a última expedição, as dificuldade e o sofrimento. O sofrimento físico vai nos acompanhar todos os dias e isso temos que saber trabalhar em nossa cabeça, ai está a superação. Senão vai minar o psicológico e consequentemente impedir o progresso na montanha.

Sem sofrimento vai ser difícil ir longe, isso é fato.

Assisti o filme/documentário MERU, o melhor filme sobre montanha que vi. Assista, é inspirador!

Nenhum Comentário

Responder